29/11/2019

Seminário de Controle Interno e Transparência no Combate à Corrupção trouxe palestrantes da CGU, TCU, TCE e Observatório Social do Brasil

Palestrantes oriundos de instituições variadas trouxeram múltiplas perspectivas acerca da temática do evento, o que enriqueceu a discussão

O 1º Seminário de Controle Interno e Transparência no Combate à Corrupção, ocorrido nessa quinta-feira (28), encheu o auditório do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA). No total, 166 pessoas compareceram ao evento alusivo ao Dia Internacional contra a Corrupção, comemorado no próximo dia 9 de dezembro.

“O seminário é uma importante ferramenta de sensibilização da sociedade acerca do combate à corrupção, pois, ao aprofundar a discussão sobre o assunto, municia o cidadão com informação relevante, contribuindo para a formação de um indivíduo mais consciente sobre o seu papel como agente de transformação social”, afirmou a secretária de Estado de Transparência e Controle, Lílian Guimarães.

Secretária Lílian integrou mesa de abertura do 1º Seminário de Controle Interno e Transparência no Combate à Corrupção (Foto: Ascom STC)

Promovida pela Secretaria de Transparência e Controle (STC), TCE-MA e Controladoria-Geral do Município de São Luís (CGM), com apoio da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) e Rede de Controle da Gestão Pública, a atividade contou com a presença de cinco palestrantes que abordaram a temática do evento sob perspectivas variadas.

“A corrupção e seus custos para a Administração Pública, Privada e sociedade” foi o título da palestra ministrada pelo corregedor-geral da Controladoria-Geral da União (CGU), Gilberto Waller Júnior, seguida por “O controle interno como ferramenta de eficiência da gestão e combate à corrupção”, apresentada por Marcos Pereira da Silva Filho, auditor federal de Finanças e Controle da CGU. O secretário de Controle Externo do Tribunal de Contas da União no Maranhão (TCU-MA), Alexandre Walraven, encerrou o primeiro momento com a palestra “Estratégia nacional de prevenção a fraude e corrupção”.

“Parabenizo o estado do Maranhão por organizar um evento como esse de forma conjunta, o que demonstra que todos os órgãos estão com o mesmo objetivo, que é melhorar a Administração e combater a corrupção. É fundamental trocarmos boas práticas, boas experiências e expertise nessa área tão difícil, que é o combate à corrupção”, disse Gilberto Waller.

No segundo momento, o procurador de contas do TCE-MA, Jairo Cavalcante Vieira, fez uma exposição intitulada “O controle externo como instrumento de combate à corrupção”. Em seguida, foi a vez do presidente do Observatório Social do Brasil, Ney da Nóbrega Ribas, falar sobre “O controle social como instrumento de combate à corrupção”.

De acordo com o controlador-geral do Município de São Luís, Jackson dos Santos Castro, o seminário foi pensado de forma a transmitir a maior quantidade de informação possível sobre o tema durante o tempo de duração do evento, que foi de cinco horas. “O seminário teve um modelo mais direto, simplificado, com palestras objetivas, direcionadas ao público, com temas específicos. Foi o primeiro seminário nesse modelo que realizamos. Ele foi organizado com muito carinho para que todos aqueles que puderam participar fossem beneficiados”, disse Jackson.